000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3398 (Nova Série), Ter¬a-Feira, 2 de Mar¬o de 2010
diáspora
Gastronomia macaense é “negócio” em Vancouver

HENRIQUE MANHÃO

Realmente estou muito impressionado com as notícias das nossas cozinheiras e cozinheiros da Diáspora que continuo a receber. Revelam como e porque começaram a cozinhar; como aprenderam a fazer comida macaense e continuam a divulgá-la nos países de acolhimento. Histórias tão interessantes e diferentes, que um dia pretendo publicar um livro.
Tive a oportunidade de saborear a culinária macaense nas diversas Casas de Macau. No Rio, por Alberto Assumpção, actualmente presidente da Casa de Macau naquela cidade. Em São Paulo por Josefina Quevedo da Silva, casada com Arnaldo Ribas da Silva. Em Lisboa por Ivone Amaral Silva, Ma Wu Lin Bruno, António Silva e António Conceição Em Vancouver por Lyce de Assumpçâo Rozário. Em Hong Kong pelo Sr. Sousa. Todos tinham as suas especialidades
Teresa Sio Monteiro do Macau Club (Toronto) Inc. fala-nos na primeira pessoa: “Sou Teresa Sio Monteiro e o meu marido chama-se Alberto Lopes Monteiro. Somos naturais de Macau que nessa altura era um território chinês sob administração portuguesa, sendo a sua população na maioria chinesa e portuguesa.
Crescendo num ambiente cultural misto, estávamos intrigados pela comida portuguesa, chinesa e macaense e como estávamos expostos a essa culinária exótica, começámos a nutrir interesse em confeccionar, diariamente comida macaense e chinesa.
Em 1997, emigrámos para o Canadá, continuando a preferir repastos macaenses, alternando com os do Canadá. Em 2004, surgiu-nos a oportunidade de participarmos num concurso culinário, organizado pelo Macau Club (Toronto)Inc. Ficámos espantados por ter ganho a competição e na qualidade de vencedores, fomos incumbidos de representar a nossa associação (Macau Club, Toronto,Inc) para competir no concurso de Gastronomia no Encontro das Comunidades Macaenses em 2004, enfrentando os representantes da Diáspora num ambiente de grande amizade.
Com a experiência e confiança adquirida nas competições de culinária, decidimos iniciar um negócio de comida macaense por encomendas em Toronto em 2005. No início, apenas fornecíamos comida para os sócios de Macau Club, a maior parte dos quais vindos de Macau, ávidos da comida macaense. Para muitos deles, saborearem a nossa comida num país estrangeiro, trazia saudosas lembranças da sua terra natal.
Pouco a pouco o negócio foi crescendo. Presentemente, fornecemos refeições a outras comunidades existentes em Toronto, atraídas pelos saborosos petiscos macaenses.
Os pratos mais apreciados da “Cozinha Monteiro”, são a Galinha à Portuguesa, o Bacalhau com nata, o Rabo de boi com vinho tinto português, Caril de carne de vaca e a Caldeirada de mariscos com vinho branco português.

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd