000primeira
010especial
020opiniao
030local
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°2836 (Nova Série), Ter¬a-Feira, 17 de Junho de 2008
À MARGEM

RELVA DE BASILEIA MUDADA.

O relvado do estádio St. Jakob-Park, em Basileia, vai ser substituído. No final do jogo entre a Suíça e Portugal, a UEFA decidiu trocar o tapete verde do recinto, devido às queixas de alguns jogadores em relação ao estado do relvado. Ao final da manhã de ontem já tinha sido retirada a relva e estava em andamento o processo de alisar a areia que vai receber o novo tapete. A chegada do relvado estava prevista para o final da tarde, em 26 camiões que viajam desde a Holanda. O estádio ainda vai receber mais três jogos do Campeonato Europeu, o próximo deles já na madrugada de quinta para sexta-feira, quando Portugal disputar o encontro relativo aos quartos de final.

SITE OFICIAL CRESCEU 500 POR CENTO.

Os utilizadores do euro2008.com aumentaram 500 por cento em comparação com aqueles que visitaram o euro2004.com, havendo a registar mais de dez milhões de visitas desde o início deste mês. David Farrelly, director de Conteúdos e Internet da UEFA, revelou que grande parte dos utilizadores são do Reino Unido, apesar de nenhuma das selecções que o compõem estar entre as 16 finalistas. A Alemanha e os Estados Unidos completam o “pódio”, com a Europa a fornecer mais de metade do número de utilizadores - 64 por cento. Cerca de 14 por cento são oriundos da América do Norte e 13 por cento da Ásia.

POLÍCIA “ACALMOU” EUFORIA TURCA.

Muitos adeptos turcos não conseguiram conter a euforia depois da sensacional vitória sobre a República Checa, que qualificou a equipa de Fatih Terim para os quartos de final do Euro, obrigando a polícia a intervir. Os primeiros distúrbios começaram quando Nihat marcou o golo do empate, mas só ganharam maior expressão quando o avançado voltou a marcar, colocando a Turquia, pela primeira vez, na frente do marcador. Mal acabou o jogo, voaram garrafas e foram destruídos dois ecrãs de plasma. A polícia, que já estava nas proximidades por prevenção, teve de carregar sobre o grupo de adeptos para conter a euforia e evitar novos danos. Durante alguns minutos os adeptos ainda fizeram frente aos cerca oitenta polícias, mas a ordem acabou por ser restaurada.

SAUDADES DE ZIDANE.

Na selecção francesa ainda há quem lembre com saudades os tempos em que Zinedine Zidane envergava a camisola da equipa. “A sua presença faria bem a todos nós”, afirmou ontem o internacional gaulês Franck Ribéry. “Ele pegaria na bola e faria três golos”, acrescentou o jogador, que mesmo antes de se tornar um dos “bleus”, já era fã absoluto da mestria de Zidane. Ribéry não é um caso único: numa fase tão crítica para a selecção francesa, também Grégory Coupet seguiu a tendência mais do que generalizada. “A França perdeu um grande capitão. Não se substitui o melhor jogador do mundo assim tão facilmente. Estamos a tentar reformular-nos e a explicação para estes resultados pode estar aí”, explicou o guardião francês.

HOWARD WEBB E OS POLACOS.

Continua a saga do árbitro inglês Howard Webb e dos adeptos polacos. O juiz afirmou que no jogo da Polónia contra a Áustria não só houve penalty, como o golo da Polónia foi irregular. Quanto ao penalty assinalado no último minuto dos descontos, que deu o empate à Áustria, o árbitro inglês não tem dúvidas: “Tomei a decisão que vi ser a correcta na altura. Espero que as pessoas mais tarde consigam perceber que a decisão foi a acertada”. Webb deve ser ainda mais odiado desde que resolveu falar aos jornalistas e dizer que o único erro que cometeu foi a favor dos polacos: “O golo polaco foi marcado em fora-de-jogo. Cometemos um erro e vimos os vídeos para assegurar que isso não volta a acontecer”. Se ainda houver defesa possível para os polacos, Webb vai dizendo que “os árbitros não são perfeitos”.

ÁUSTRIA VENCE ALEMANHA EM TOPLESS.

Numa antecipação do encontro que decorreu esta madrugada, Áustria e Alemanha encontraram-se num jogo especial. As duas equipas que entraram em campo eram constituídas por mulheres que jogaram em topless. A única peça de roupa que as jogadores envergaram foi um fio dental, tendo pintadas no corpo as cores da sua equipa. A vitória pertenceu à formação austríaca, que “cilindrou” as adversárias por 10-5.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd