000primeira
020opiniao
030local
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°4221 (Nova Série), Sexta-Feira, 1 de Mar¬o de 2013
03013
EMISSÃO ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO NA “RUA DAS MARIAZINHAS”
Celebrar mais três anos de amor à rádio

Fazem parte de gerações distantes e diferentes. Nessa diferença, conseguem aliar o espírito e dinâmica da juventude ao peso de mais de 40 anos de rádio. Jorge Vale e Hélder Fernando são a dupla que faz acontecer a “Rua das Mariazinhas” de segunda a sexta-feira durante cinco horas de emissão. Diversidade na música e nos temas, desde cultura e entretenimento, passando pelo desporto ou até a religião. Hoje comemoram três anos de programa com estórias, surpresas e muito trabalho, mas sempre rendidos ao encanto de fazerem o que gostam

sandra lobo pimentel

A aventura de Macau começou há sete anos numas férias de verão. Jorge Vale vinha para dois meses na rádio e acabou convidado para ficar. Aceitou, como se aceita o princípio de qualquer coisa maior, deixando tudo para trás. Até porque foi esta a profissão que escolheu e pela qual lutou. Dia 1 de Maio, dia do trabalhador, foi o seu primeiro dia de trabalho.
Aqui encontrou Hélder Fernando, que hoje conta com 44 anos como profissional na rádio. Duas gerações distantes que se encontraram para fazer uma dupla em directo, primeiro no “Acorda Macau” e agora na “Rua das Mariazinhas”.
Passaram das sete da manhã para o horário da tarde. “Queríamos acompanhar a cena cultural de Macau”, contou Jorge Vale. As cinco horas de emissão em directo, muitas vezes em reportagem, “onde as coisas acontecem”, são o traço diferenciador para fazerem “rádio de proximidade”. “Podemos dizer que está a acontecer”.
Mas por vezes as surpresas vêm de longe, como a do ouvinte italiano que escrevia bem português. “Estávamos a passar música italiana quando recebemos uma mensagem de um ouvinte que estava em Itália que nos diz ‘é preciso estar a ouvir uma rádio em português na China para ouvir boa música italiana’”, contou Hélder Fernando.
São estes pedaços de memória que dão alento e energia para continuarem. O reconhecimento tem acontecido, e tentam não ser apenas um programa para a comunidade lusófona. “Acho que fazemos serviço público”, considera Jorge Vale.
O segredo, quem sabe, pode estar na diferença geracional, que apesar de ser “tão grande”, se complementa, diz Hélder Fernando que questiona se será muito frequente acontecer.
“O Jorge apesar de ter 31 anos tem uma cultura e busca de conhecimento que se compatibiliza comigo. E eu adapto-me muito bem às experiências dele. Isso é o que dá riqueza ao programa”.
Sobre o colega com quem partilha quase metade da emissão da Rádio Macau, acrescenta que “é um craque, uma estrela”, e não pensa na reforma, para já. “Não estou cansado e não me hei-de reformar enquanto me sentir lúcido”.
Muito do estado espírito está intimamente ligado ao amor à profissão. É isso que os faz completarem três anos de “muito trabalho e muitos sacrifícios pessoais”. São radialistas, repórteres, produtores. São fins-de-semana para fazer cobertura de eventos ou para manter interessante a actual a página de facebook.
Hoje, dia do 3º aniversário da “Rua das Mariazinhas”, a dupla vai fazer uma emissão especial em directo da Galeria da Fundação Rui Cunha. “As pessoas vão poder ver-nos a trabalhar”, explicou Jorge Vale.
Vários convidados, música ao vivo, mas essencialmente, as portas abertas a todos os amigos do programa que queiram ir brindar e fazer parte da festa. Das 15:00 às 20:00 horas é tempo de celebrar os anos que passaram, mas também os que virão. Por vontade de Jorge Vale e Hélder Fernando, serão muitos.

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd