000primeira
020opiniao
030local
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°4221 (Nova Série), Sexta-Feira, 1 de Mar¬o de 2013
03003
CÔNSUL LANÇOU REPTO À COMUNIDADE E AO GOVERNO DA RAEM
Três desejos para reforçar “activos estratégicos”

Manuel Carvalho aproveitou a recepção de despedida para deixar um agradecimento especial ao Governo de Macau pelo apoio prestado à EPM e apelar ao reforço do papel de “activo estratégico” atribuído à comunidade portuguesa

sérgio terra*

Numa cerimónia que assinalou o final do seu mandato na RAEM, o cônsul-geral de Portugal fez ontem questão de enaltecer o apoio concedido pelas autoridades locais à Escola Portuguesa de Macau (EPM).
“Merece uma palavra especialíssima o grande apoio que a RAEM tem dado e continua a dar à Escola Portuguesa de Macau”, disse Manuel Carvalho, ao sublinhar que o estabelecimento de ensino “é um elemento estruturante da presença portuguesa em Macau”.
O cônsul manifestou-se mesmo convencido que, na sequência do trabalho que tem vindo a ser feito, “em breve poderemos ter uma visão mais clara” sobre o futuro da EPM.
“Está a ser feita em Portugal uma auditoria à Escola Portuguesa, a partir da qual espero que venha a ser possível tomar decisões relativamente ao projecto educativo devidamente fundamentadas e numa perspectiva ampla para saber para que é que serve uma escola portuguesa em Macau, o que é que a escola deve fazer e em que condições e com que meios e com uma visão de 360 graus sobre a escola”, assinalou.
Durante a recepção de despedida, que contou com a presença do actual Chefe do Executivo, Chui Sai On, do seu antecessor, Edmund Ho, representantes do Governo Central na RAEM, responsáveis de organismos públicos e várias personalidades da vida local, Manuel Carvalho destacou ainda os progressos registados ao nível da cooperação entre instituições de ensino superior da RAEM e de Portugal, nomeadamente em duas frentes: entre a Universidade de Macau e o CRUP (Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas) e do Instituto Politécnico de Macau com os seus congéneres lusos.
Considerando a visita do Chefe do Executivo a Portugal em Junho de 2010, e “todo o resultado que daí adveio”, como um dos sinais mais fortes das boas relações bilaterais, o diplomata destacou também o trabalho feito no seio da Comissão Mista Macau-Portugal e o apoio de entidades como o IPIM, Fórum ou Serviços de Economia.
Antes de propor um brinde à preservação da “multissecular amizade luso-chinesa”, Manuel Carvalho formulou ainda “três desejos”, o primeiro dos quais dirigido à comunidade portuguesa, no sentido de contribuir para o desenvolvimento de uma terra “excepcional”.
“Que a comunidade portuguesa de Macau continue a trabalhar nesta cidade única, que se integre, que aprenda o sítio, a língua, a cultura, o ambiente para que seja o activo estratégico verdadeiramente que penso que é e que pode ser cada vez mais”, disse.
Já os restantes desejos visaram o Governo da RAEM: “Para as autoridades locais, homenageando o esforço que fazem no sentido de proteger e promover a presença portuguesa, que o continuem a fazer e que mantendo um espaço para que essa presença portuguesa se mantenha em termos de pessoas, empresas, renovando a comunidade, a cultura, a língua e tudo o que temos aqui”.
Manuel Carvalho gostaria ainda de continuar a ver as autoridades a “ajudar a própria população” a “dar passos” para que a comunidade portuguesa tenha “um futuro longo” em Macau.
Já quanto ao seu mandato de cerca de quatro anos, prefere que sejam outros a fazer o balanço. “Caberá aos outros fazer (o balanço). Sou apenas um elo de uma longa cadeia que veio de trás e que terá continuidade, portanto apenas um elo na cadeia”, afirmou o cônsul, que elogiou ainda os cerca de 30 funcionários de um Consulado que, segundo adiantou, pratica 45 mil actos consulares por ano, faz 300 atendimentos por dia e serve mais de 100 mil pessoas em Macau.

* Com Lusa

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd