000primeira
020opiniao
030local
050desporto
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°4116 (Nova Série), Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2012
MAIS DE 1.100 STANDS NA ESTREIA DO EVENTO EM MACAU
Expo da restauração divulga gastronomia local

Depois de ter passado por duas cidades do Continente chinês, a Exposição de Indústria de Restauração realiza-se em Macau entre amanhã e domingo. O evento junta cerca de 1.100 expositores de mais de 25 países e regiões, incluindo Portugal. Em cima da mesa estarão não só produtos, mas também ideias para que os representantes do sector consigam fomentar a cooperação. O certame poderá ainda servir para dar a conhecer ao mundo a gastronomia e cultura local, entende o Governo

viviana chan

A 3ª edição da Exposição da Indústria de Restauração da China arranca amanhã com mais de 1.100 stands de empresas fornecedoras e de prestação de serviços de 24 províncias e cidades chinesas e de outros 25 países e regiões, incluindo Portugal, Timor-Leste, Angola e Estados Unidos.
Organizada pela primeira vez no território, no Venetian, através de uma acção conjunta entre o Ministério do Comércio da China e a Direcção dos Serviços de Economia e Finanças de Macau, o certame pretende funcionar como uma plataforma para reforçar as colaborações. “Espero que a exposição de restauração possa criar mais laços entre os grupos do sector do interior da China e de Macau, aprofundado a cooperação”, referiu o director dos Serviços de Economia, uma das entidades que coordena o evento.
Sou Tim Peng acredita que esta iniciativa irá permitir criar “uma plataforma de mostra, intercâmbio e cooperação, entre os operadores da restauração nacionais e internacionais com vista a promover o desenvolvimento e a valorização” desta indústria. Ao mesmo tempo, o evento pretende “proporcionar aos expositores e visitantes estrangeiros uma oportunidade para experimentar a gastronomia e a cultura de Macau”.
As palavras de Sou Tim Peng encontram fôlego nos resultados positivos obtidos durante o certame nas últimas duas edições, realizadas em Chengdu e Xian.
Ao atrair esta feira para Macau, o responsável da DSE acredita que mais oportunidades irão surgir para que o território se torne palco de outros eventos importantes no âmbito das cooperações. “Este é o resultado das acções desenvolvidas pelo Governo por meio da comunicação com o Ministério do Comércio do Estado para que Macau atraia eventos e exposições de grande envergadura”, mencionou.
Durante o certame de três dias, estarão “expostos vinhos típicos e alimentos de alta qualidade provenientes de diferentes partes do mundo”. Dividido em cinco áreas temáticas – Produtos Alimentares, Gastronomia Internacional, Equipamentos e Suprimentos do Sector Higiénico, Serviços Complementares, Pratos típicos e Venda no Recinto – o evento irá ainda promover actividades como espetáculos de acrobacia da cozinha chinesa e a exposição do maior pote de fondue do mundo.
A discussão também será servida neste banquete, já que está planeado um Fórum “com centenas de representantes de entidades famosas provenientes de 20 países e regiões do mundo”. Nesta sessão irão ser discutidas ideias sobre o desenvolvimento a nível internacional da indústria de restauração de marca, segurança alimentar, oportunidades trazidas pelo desenvolvimento da indústria de restauração da China.

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd