000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3978 (Nova Série), Sexta-Feira, 2 de Mar¬o de 2012
Holanda vence em Wembley

A selecção holandesa foi vencer a Wembley a Inglaterra, com o tento final a ser apontado já nos descontos. A “ronda” de particulares ficou ainda marcada pela derrota caseira da Alemanha, frente à França

Nesta jornada de encontros particulares a equipa de Paulo Bento e a coanfitriã do Europeu não conseguiram dar cor à inauguração do estádio Nacional de Varsóvia.
Em Londres, Arjen Robben garantiu o triunfo à Holanda nos “descontos”, fazendo o 3-2 num jogo que escapou do seu controlo na parte final.
Depois do “nulo” ao intervalo e já com o sportinguista Schaars em campo, Robben e Huntelaar marcaram no espaço de dois minutos e a selecção “laranja” parecia embalada para um triunfo seguro.
À espera do apito do árbitro, a Holanda deixou-se surpreender pelos golos de Cahill e Young, o qual fez saltar as bancadas de Wembley, mas um minuto depois o extremo do Bayern de Munique não perdoou uma desatenção da defesa inglesa para selar um triunfo mais difícil do que aparentava.
Em Bremen, a “imbatível” Alemanha, que somava 11 jogos sem perder e encerrou a fase de qualificação para o torneio continental só com vitórias, não passou no teste colocado por uma França que leva 18 jogos sem derrotas e inaugurou o marcador, por Giroud, autor da assistência para o golo de Malouda na segunda parte.
Num encontro equilibrado, a equipa de Joachim Low, primeira adversária de Portugal no Euro2012, teve algumas ocasiões e viu mesmo a bola devolvida pelo poste num remate de Badstuber, mas apenas conseguiu atenuar os números da derrota com um golo de Cacau em período de compensação.
A Dinamarca, que foi primeira classificada do Grupo H de qualificação para o Euro2012, foi derrotada em Copenhaga, por 2-0, pela Rússia, outra equipa que estará na fase final do torneio.
Nos restantes encontros, destaque para surpreendente derrota de Itália com os Estados Unidos, que ganharam em Génova com um golo de Dempsey, enquanto a Espanha, campeã mundial e europeia, goleou a Venezuela, em Málaga, com um “hat-trick” de Soldado, depois de Iniesta e David Silva terem feito os dois primeiros.
Na Grécia, a equipa de Fernando Santos não foi além do empate 1-1 com a Bélgica, uma das ausentes do Europeu, que apresentou no “onze” inicial os médios Witsel (Benfica) e Defour (FC Porto), enquanto a Áustria bateu em casa a Finlândia, por 3-1, com um golo do portista Janko.
Em Bucareste, o defesa “encarnado” Maxi Pereira alinhou os primeiros 45 minutos pelo Uruguai no empate 1-1 com Roménia, enquanto extremo do Sporting Carrillo alinhou pela selecção do Peru, que empatou na Tunísia, com igual resultado.
Na Suíça, a Argentina, com o benfiquista Garay no centro da defesa, impôs-se à selecção local, por 3-1, conduzida por Lionel Messi, que pela primeira vez marcou três golos num jogo da equipa “albi-celeste”.

 


 [Alto] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd