000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3978 (Nova Série), Sexta-Feira, 2 de Mar¬o de 2012
MIGUEL RELVAS VAI COLOCAR HIPÓTESE DE CONSULADO EM CANTÃO A PAULO PORTAS
Ministro defende “regresso” a Macau

Para o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares Macau é importante na nova estratégia de Portugal para se abrir ao comércio externo. Defendeu que o país tem de “voltar a olhar para Macau” depois de um afastamento

Macau é uma oportunidade única”, reconheceu ao JTM o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, na sequência de uma visita a Portugal de uma delegação de empresários chineses. Miguel Relvas afirmou ainda que vai colocar ao ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, a possibilidade de abrir uma representação consular em Cantão.
Por outro lado, o ministro admite que “houve um afastamento de Portugal em relação a Macau aquando da transição para a China”, mas defende que o país “tem de voltar a olhar para a região”. Esta visão faz parte de “uma nova estratégia que está a ser definida” pelo Governo de Portugal.
A ideia de um consulado em Cantão foi avançada pelo presidente do Conselho Permanente das Comunidades Portuguesas, Fernando Gomes, num colóquio esta semana na Assembleia da República. E segundo Pereira Coutinho, que acompanha os empresários que estão pela primeira vez em Portugal, “há muitos investidores chineses daquela zona que se têm queixado de que para obter um visto têm de se deslocar a Pequim ou a Xangai”.
O deputado avançou ainda que “houve muitos contactos directos na área do sector da alimentação”, no âmbito do Salão Internacional do Sector Alimentar e Bebidas, que se realizou em Lisboa, mas preferiu deixar o balanço para depois, quando a visita terminar.
Ontem, Pereira Coutinho e Rita Santos, do Fórum Macau, estiveram reunidos com responsáveis da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal. “Quisemos saber o que está a ser feito na China e pedir mais acesso a informações sobre produtos portugueses”, explicou Coutinho.
Da agenda também constava um encontro com o empresário Vasco Pereira Coutinho, que tem uma fábrica de café em Macau.

H.A.

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd