000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3933 (Nova Série), Ter┬a-Feira, 20 de Dezembro de 2011

12 anos da RAEM

• “Colectivismo”, a marca de Chui Sai On no poder
• Sociedade mais rica, mais desigual e menos harmoniosa

BNU e Casa de Portugal agraciados

Ao todo são 38 as personalidades e instituições homenageadas pelo Governo no 12║ aniversário da criação da RAEM. Para além do Banco Nacional Ultramarino (Mérito Industrial e Comercial) e da Casa de Portugal (Mérito Cultural), a tradutora Manuela Sousa Aguiar (Medalha de Dedicação), o arquitecto Nuno Jorge (Medalha de Mérito Altruístico) e o advogado António Dias Azedo (Mérito Profissional) também foram distinguidos. Ho Teng Iat (Tina Ho), empresária e antiga deputada à Assembleia Legislativa, foi agraciada com a medalha de honra Lótus de Prata, juntamente com Wan Chun. A cerimónia de imposição de Medalhas e Títulos Honoríficos decorrerá no início do próximo ano.

Pyongyang perde
“Querido Líder”

FMI aprovou mais dinheiro para Portugal

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou ontem a terceira tranche do programa de assistência financeira a Portugal, autorizando que Portugal receba mais 2900 milhões de euros. A decisão do conselho de administração do FMI, divulgada através de um comunicado de imprensa, formaliza que Portugal irá receber a totalidade da terceira tranche de oito mil milhões de euros no âmbito do programa de ajuda da “troika”. A Comissão Europeia já autorizara a concessão do montante restante, vindo do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira. Formalmente, o Fundo aprovou as conclusões da missão conjunta do FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu, que deu um parecer favorável na segunda avaliação do desempenho de Portugal no cumprimento das metas estipuladas pelo programa de assistência, nomeadamente as orçamentais. Entretanto, o presidente do Banco Central Europeu disse que a aplicação de medidas de austeridade na Europa e respectiva contracção económica de curto prazo é inevitável, mas garantiu que o projecto da moeda única é “irreversível”.

 



 [Alto]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd