000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3687 (Nova Série), Quinta-Feira, 24 de Fevereiro de 2011
Há 20 anos

In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau”
24/02/1991

JÁ DECORRE O FESTIVAL DAS ARTES

O Instituto Cultural de Macau promove, até 18 de Março, um festival de artes que integra espectáculos de música, dança, teatro, ópera, cinema e exposições de pintura e de fotografia. O festival é apoiado por todas as 39 associações culturais do Território e ainda por 31 artistas não associados. Durante os 15 dias do festival vão passar por Macau, entre outros, o Grupo Juvenil de Guitarra da Rádiodifusão de Pequim, o Grupo da Academia de Dança de Pequim, a Ópera Cantonense e os músicos chineses. Liu De Hai, Min Hui Fen, Yu Lina e Wang De Shun. A Orquestra de Câmara “Macau Sinfonietta” e a Orquestra Chinesa de Macau realizam também dois concertos durante o festival.

MURTEIRA NABO APROVEITA O TEMPO

O Encarregado do Governo de Macau (EGM) e o ministro da Justiça acordaram em fazer uma acção conjunta junto da Assembleia da República para que a Lei de Bases da Organização Judiciária do Território possa ser publicada a curto prazo. Em declarações à agência Lusa no final de um encontro de cerca de uma hora com o ministro Laborinho Lúcio, Murteira Nabo adiantou que na sexta-feira contactará informalmente deputados da Comissão de Direitos Liberdades e Garantias para os sensibilizar para a urgência da aprovação da lei. Nabo disse que no seu encontro com o titular da pasta da Justiça foi igualmente abordada a questão da emissão do novo modelo dos bilhetes de identidade em Macau, adiantando que os documentos deverão começar a ser passados ainda durante o mês de Março. O decreto-lei que autoriza a emissão dos bilhetes foi já aprovado pelo Conselho de Ministros, aguardando apenas publicação no Diário da República. Também o processo de automatização para a passagem de certidões do registo criminal em Macau, através de uma ligação permanente e informatizada a Lisboa, foi avaliado pelos dois governantes. Durante o dia Murteira Nabo esteve igualmente reunido com responsáveis do grupo “Nobre”, tendo, em princípio, ficado acordado que esta empresa de Rio Maior se irá estabelecer em Macau com uma fábrica de transformações de carnes verdes e fumadas. “A questão está praticamente desbloqueada, mas resta agora fazer algumas acções complementares em Macau”, especificou Murteira Nabo, adiantando ainda que o grupo “Nobre”, deverá vir a participar na gestão – através de um contrato de concessão – do matadouro de Macau. Finalmente, neste seu quarto dia de visita a Lisboa, o EGM teve um encontro com os consultores que estão a elaborar o plano a médio prazo do Território e um almoço de trabalho com o ex-ministro das Finanças do bloco central, Ernâni Lopes. “Tratou-se de um encontro de amigos, durante o qual Ernâni Lopes garantiu o seu apoio às acções de promoção da imagem de Macau que o Governo pretende fazer na Europa”, relatou Murteira Nabo, assinalando que a questão da sucessão do Governador não foi um tema abordado.

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd