000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3639 (Nova Série), Segunda-Feira, 20 de Dezembro de 2010
FUTEBOL ESPANHOL
“Show” do Barça no “derby” catalão

O Barcelona, líder da Liga espanhola de futebol, recolocou-se com uma vantagem de cinco pontos sobre o Real Madrid, ao golear o vizinho Espanyol, por 5-1, na 16ª jornada

No Estádio Cornellà-El Prat, Pedro (18 e 60 minutos) e Villa (76 e 84) bisaram, enquanto Xavi (29) também contribuiu para a 10.ª vitória seguida dos “blaugrana” (41 golos marcados e somente quatro sofridos nos últimos dois meses).
Osvaldo (63 minutos) tinha reduzido a desvantagem do Espanyol para 1-3, mas já depois do guarda-redes do “Barça”, Valdés, ter conseguido bater o seu recorde de imbatibilidade, somando 577 minutos.
O Real Madrid só jogou esta madrugada (horário de Macau), recebendo o Sevilha, 11º classificado.
Em Villarreal, a equipa da casa derrotou o Maiorca (3-1) e manteve-se no terceiro lugar, a cinco pontos do Real Madrid. Cazorla inaugurou o marcador, aos 10 minutos, mas De Guzman empatou a partida, aos 27. Rossi e Nilmar, respectivamente aos 34 e 51 minutos, resolveram o encontro a favor do “Submarino Amarelo”.
O quinto classificado, Valência, visitou o recinto da nona posicionada, a Real Sociedad, e conseguiu uma vitória tangencial (2-1). Nos restantes jogos de sábado, o Athletic Bilbao triunfou na visita ao Levante (2-1) e o Deportivo La Coruna cedeu um empate na recepção ao Sporting Gijon (1-1).
REAL MADRID CONGELA PRÉMIOS. À margem da jornada, a imprensa espanhola noticiou que o Real Madrid congelou os prémios para os jogadores devido à crise financeira e económica mundial, mantendo-se os valores pagos em 2009.
O clube madrileno, um dos que mais gastou em contratações nos últimos anos, tomou esta decisão numa reunião realizada na quinta-feira à noite, em que participaram o presidente Florentino Pérez, o director-geral Jorge Valdano e o director desportivo Miguel Pardeza e os dois capitães da equipa, o guarda-redes Iker Casillas e o defesa Sergio Ramos.
Cada jogador receberá 1,135 milhões de euros em caso de vitória tripla na Liga dos Campeões, campeonato de Espanha e Taça do Rei. O triunfo na Liga dos Campeões vale um prémio de 575 mil euros, a vitória na Liga 360 mil euros e a conquista da Taça do Rei, que o Real Madrid não ganha desde 1993, 200 mil euros para cada um dos futebolistas merengues.
A formação orientada pelo português José Mourinho não ganhou nenhum título desde a época de 2007-2008.
A crise financeira é também responsável pela inclusão de publicidade nas camisolas do Barcelona. Os campeões de Espanha tinham até agora apenas o logótipo da Unicef (organismo das Nações Unidas para a infância) nas camisolas e vão passar a ter também o nome da Fundação do Qatar.
O Barça vai receber 165 milhões de euros em seis anos por este patrocínio. Na Liga dos Campeões só poderá usar o logótipo da Fundação do Qatar.

Mourinho avalia-se com um 11

José Mourinho avaliou-se com um 11 - numa escala de zero a dez - em 2010, ano em que ganhou tudo ao serviço do Inter de Milão, incluindo a Liga dos Campeões. “É o melhor ano da minha carreira. Se há que dar uma nota do ponto de vista profissional, de um a 10... dou 11, porque ganhei todas as competições que podia ganhar pelo Inter e no Real Madrid ainda não desperdiçámos nenhuma oportunidade de ganhar títulos”, referiu, em conferência de imprensa, o agora técnico dos madrilenos


 [Alto] [Anterior] [Voltar]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd