000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3572 (Nova Série), Quinta-Feira, 30 de Setembro de 2010
AIR MACAU VAI LANÇAR MAIS DUAS ROTAS
Lucros devem exceder 100 milhões

Depois dos prejuízos financeiros dos anos anteriores, a Air Macau prevê encerrar as contas de 2010 com lucros superiores aos 100 milhões de patacas. A reviravolta é explicada por factores como uma boa campanha de marketing e a oferta de novos produtos para os clientes da zona circundante. A companhia que, meses antes já se mostrava confiante em obter “resultados históricos”, prepara-se para iniciar duas novas rotas para o Continente chinês

FÁTIMA ALMEIDA

A Air Macau garante que está a voar “mais alto” este ano. Além de duas novas rotas com lançamento previsto para o próximo mês de Dezembro, a empresa prevê deixar para trás o “buraco financeiro” do ano passado. A transportadora espera alcançar em 2010 lucros de mais de 100 milhões de patacas, revelou ontem ao JTM o vice-presidente executivo Wang Xue Feng, à margem da cerimónia de uma graduação de pessoal de bordo e da abertura do curso “Somos Todos Embaixadores da Cultura”.
Se há cerca de dois meses, a Air Macau já se mostrava confiante referindo que esperava obter “resultados históricos” no exercício financeiro do corrente ano, agora expressa os sinais “positivos” em números.
As razões que fazem prever a recuperação financeira da companhia aérea em 2010, prendem-se com “um bom trabalho na campanha de marketing”, o “ambiente da economia” e também com um lote de “novos produtos” para responder às necessidades dos clientes das “zonas circundantes”, sublinhou ao JTM Wang Xue Feng.
O mesmo responsável avançou ainda que em Dezembro o plano de voos incluirá mais duas rotas. No primeiro dia do mês a Air Macau volta a voar para Ningbo, na Província de Zheijiang, reactivando um serviço que estava suspenso desde 2003. Cera de 15 dias depois, a companhia passará ligar Macau a Hefei, a capital da província de Anhui, “porque há muita gente nessa zona que vem visitar o território”, acrescentou Wang Xue Feng.
Questionado ainda sobre se a Air Macau já foi contactada por alguma companhia área tendo em vista a eventual cedência da subconcessão que pertenceu à extinta Viva Macau, o responsável disse ainda não ter conhecimento de qualquer informação no que respeita a esta matéria.
Em Agosto, a Air Macau tal como noticiou o JTM, já tinha avançado que conseguiu “lucros nos primeiros seis meses do ano” e previa que no segundo semestre acontecesse o mesmo. Ontem, Wang Xue Feng não fugiu aos dígitos e mostrou-se convicto de que 2010 trará lucros de mais de 100 milhões.

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd