000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3306 (Nova Série), Ter¬a-Feira, 3 de Novembro de 2009
DUAS DÉCADAS DEPOIS DA VITÓRIA NO CIRCUITO DA GUIA
David Brabham volta ao Circuito da Guia

O piloto David Brabham regressa ao asfalto da Guia, 20 anos após ter alcançado o primeiro lugar do pódio em Fórmula 3

Em 1989, o lendário piloto David Brabham, que derrotou nomes como Michael Schumacher, Mika Hakkinen e Eddie Irvine – para não falar do próprio irmão Gary – alcançou a vitória no Grande Prémio de Fórmula 3. Assim, para comemorar o 56º Grande Prémio de Macau – Windsor Arch e o 10º aniversário da RAEM, Brabham, vencedor este ano das 24 horas de Le Mans e campeão das séries ALMS, regressa a Macau, duas décadas depois da memorável vitória no Circuito da Guia, informou a Comissão do Grande Prémio de Macau.
David Brabham é o filho mais novo de Sir Jack Brabham, vencedor do Campeonato de Fórmula 1 por três vezes, que celebra este ano o 50º aniversário do primeiro título obtido em 1959, e irmão de Geoff e Gary também eles dois corredores de sucesso. Sir Jack competiu no território na famosa Corrida de Gigantes, aquando da celebração do 25º Grande Prémio de Macau (GPM) em 1978, ao lado de grandes lendas como Stirling Moss, Jackie Ickx, o príncipe tailandês Birabongse, e o corredor de Macau Teddy Yip.
David Brabham continua a ter boas memórias da vitória em Macau, e acredita que o evento não perdeu o seu encanto nos últimos 20 anos. “Para um piloto de Fórmula 3, Macau é o Santo Graal. Penso que todos reconhecem ser uma corrida difícil de vencer. Continua a ser visto como a corrida para um jovem piloto mostrar o seu talento”, referiu recentemente. “Tive a sorte de vencer em Macau na Fórmula 3, e depois saltar para a Fórmula 1. Em Macau pode conseguir-se isto para a uma carreira”, acrescentou.
O piloto, que esteve pela primeira vez atrás de um volante aos oito anos, num Holden na herdade da família em Wagga Wagga, Australia, começou a carreira de corredor nos Karts em 1983. Subiu rapidamente na escada do desporto motorizado, ao graduar-se nas corridas de monolugares antes mesmo de se mudar para a Europa e ir mais longe na carreira em 1989, ano que venceu o Campeonato Britânico de Fórmula 3 e o GPM. Em 1990, estreou-se na Fórmula 1 com a equipa Brabham, fundada pelo pai em 1962, no entanto a mecânica e configuração do carro teve dificuldades em acompanhar os adversários com maior poder financeiro, conseguindo meios apenas para uma época nos monolugares. Porém, no ano seguinte, Brabham iniciou o que viria ser uma carreira de sucesso nas corridas de carros de turismo e desportivos, conquistando a vitória nas 24 horas de Spa e na época seguinte as 24 horas de Daytona. As vitórias continuaram, alcançando uma época de sonho este ano, com a espectacular vitória nas 24 horas de Le Mans e vitória do título das ALMS.
A juntar à carreira de sucesso, Brabham tem um programa para jovens pilotos, o MSA British Race Elite. Este ano, os seus alunos Sam Bird e Alexander Sims correm no GPM de Fórmula 3, referiu a Comissão do evento. Ambos têm a esperança de alcançar o que o seu mentor conseguiu há 20 anos – uma ambiciosa vitória na Taça Intercontinental de Fórmula 3 da FIA.
De acordo com o organismo, o piloto, que não vinha à RAEM desde 1989, acredita que esta é a altura ideal para regressar e reviver a corrida que desempenhou um papel tão importante na sua carreira. “Às vezes vêm-nos imagens antigas à memória, qualquer coisa que lemos ou alguém que encontramos, e é sempre maravilhoso relembrar Macau”, disse.
O 56º GPM realiza-se de 19 a 22 de Novembro, com as corridas de Fórmula 3, Motos e do Mundial de Carros de Turismo, integrando também um programa de corridas de apoio.

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd