000primeira
020opiniao
030local
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3281 (Nova Série), Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2009
Tempestade matou 240 na capital filipina

O balanço da tempestade tropical que assolou a capital das Filipinas, Manila, provocando as piores inundações dos últimos 40 anos, aumentou ontem para 240 mortos, anunciou o governo.
Para além disso, 374.890 pessoas refugiaram-se em campos de evacuação, adiantaram as autoridades. No total, 609.548 pessoas sofreram as consequências das inundações.
Entretanto a presidente Gloria Arroyo abriu ontem as portas do palácio presidencial para atender pessoas que ficaram sem abrigo enquanto o governo fazia novo apelo por mais ajuda internacional par a lidar com o desastre.
Enquanto as equipes de resgate se concentram em levar ajuda aos sobreviventes, Arroyo afirmou que o palácio será usado como um centro de assistência, oferecendo alimentos, roupas e remédios para os sobreviventes e servindo de abrigo temporário para desabrigados. “Desabrigados vão receber abrigo em áreas disponíveis entre os prédios do (palácio) Malacanang e em barracas que serão erguidas entre os prédios”, disse a presidente, salientando que “se for necessário, os funcionários do palácio vão “sair dos seus locais de trabalho para abrir mais espaço para nossos compatriotas desabrigados”. Depois que a notícia se espalhou, centenas de pessoas foram ao palácio, onde receberam sacos plásticos contendo alimentação.

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd