000primeira
020opiniao
030local
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°3281 (Nova Série), Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2009
UM CASO ANTERIOR FOI JULGADO HÁ UMA SEMANA
CCAC investiga quatro casos suspeitos de corrupção eleitoral

Macau ainda vive o rescaldo das eleições legislativas. Após protestos de listas junto do TUI e do Governo, Cheong U revelou que o CCAC continua a investigar quatro casos de alegada corrupção eleitoral

OLGA PEREIRA

O Comissariado Contra a Corrupção (CCAC) está a investigar quatro casos suspeitos de corrupção eleitoral, afirmou ontem aos jornalistas Cheong U, à margem da cerimónia de comemoração dos 60 anos da RPC, organizada pelo Governo. O Comissário do CCAC recordou que o caso de corrupção, anunciado pelo organismo na sexta-feira que antecedeu o dia do escrutínio, “foi encaminhado para o Ministério Público e julgado há uma semana”, tendo os infractores ligados a uma lista que o responsável não quis revelar o nome, sido “condenados a 80 dias de multa”. “Os outros casos só foram anunciados depois, porque ocorreram no próprio dia da eleição”, sublinhou.
De acordo com o Comissário, as infracções à lei eleitoral foram feitas através da compra de votos e campanha no dia das eleições. Neste âmbito, Cheong U revelou que o caso julgado pelo tribunal esteve relacionado com o crime de propaganda, isto é, alguns eleitores foram pressionados, por responsáveis que os conduziam em viaturas às assembleias de voto, a votarem em determinada lista. “Durante o dia das eleições muitos investigadores do CCAC espalharam-se pela cidade, para verificar se as queixas eram verdadeiras ou falsas”, explicou Cheong U.
O Comissário fez ainda um balanço dos números registados este ano comparativamente às eleições de 2005. Cheong U, disse que este ano o CCAC recebeu cerca de 349 queixas, o que traduz uma descida significativa em relação às eleições anteriores na ordem dos 45 por cento. Isto quando há quatro anos foram denunciados 651 casos de corrupção eleitoral. Relativamente aos processos investigados, o mesmo responsável disse que também houve uma quebra, porque em 2005 foram registados 13 casos, e este ano cinco.

 

 

 

 


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd