000primeira
010especial
020opiniao
030local
050desporto
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°2973 (Nova Série), S­bado, 1 de Novembro de 2008
APONTAM PRIMEIRAS CONCLUSÕES
Venda de “mini-bonds” do Lehman com “problemas” em quatro casos

Em pelo menos quatro das queixas apresentadas por investidores que adquiriram “mini-bonds” da Lehman Brothers foram já detectados “problemas” na promoção deste produto financeiro

DIANA DO MAR

Os deputados Ng Kuok Cheong e Au Kam San reuniram-se ontem com o presidente da Autoridade Monetária de Macau (AMCM) para debater o problema dos “mini-bonds” do falido banco norte-americano Lehman Brothers vendidos no território por instituições bancárias locais. Segundo adiantou Ng Kuok Cheong ao JTM, pelo menos quatro dos casos que foram submetidos a uma investigação primária apontaram para “problemas” na promoção dos produtos financeiros. Porém, acrescentou o deputado, os restantes não foram colocados de parte, apenas serão alvo de uma investigação mais aprofundada.
O montante das queixas, segundo Ng Kuok Cheong, envolve no total cerca de 700 milhões de patacas — valor que diz respeito a quatro bancos e a uma empresa do sector financeiro. Mas, segundo o que apurou o deputado junto da AMCM, apenas aproximadamente 140 milhões estão relacionados com os cerca de 250 queixosos que apelaram formalmente contra o respectivo banco através da AMCM. Destes, houve ainda 40 que também apresentaram queixa junto do Conselho de Consumidores. Porém, como frisou Ng Kuok Cheong, ao contrário de Hong Kong, este organismo não tem meios — um fundo, por exemplo — para lidar com esta situação, até porque estão implicadas somas muito avultadas.
Ng Kuok Cheong inquiriu ainda a AMCM sobre quando é que será dada entrada dos processos em tribunal, uma vez que é a autoridade que fica responsável pelas queixas. Segundo o deputado, a AMCM referiu que irá reunir com um jurista para apreciar a situação, mas não terá adiantado prazos.
No entanto, como sublinhou o deputado, os investidores poderão não ver o dinheiro aplicado de volta, até porque o Governo pediu aos bancos para se responsabilizarem por alegados actos de má promoção, não para suportar os investimentos efectuados. Porém, algumas instituições bancárias já anunciaram que estão a ponderar a recompra dos títulos do Lehman Brothers.


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd