000primeira
020opiniao
030local
050desporto
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°2587 (Nova Série), Ter¬a-Feira, 25 de Setembro de 2007
uma cidade em festa
“Luso Pirotecnia” abre terceira noite
do Concurso de Fogo de Artifício

No dia em que se celebra a festividade chinesa do bolo lunar, o Concurso Internacional de Fogo de Artifício de Macau regressa hoje com as exibições de equipas de Portugal e das Filipinas

A “Luso Pirotecnia”, que inclui cinco empresas pirotécnicas portugueses, uma das quais, a Oleirense, venceu em Macau em 1996, abre pelas 21 horas a terceira jornada da 19a edição do Concurso Internacional de Fogo-de-Artifício de Macau.

A empresa que representa Portugal pela terceira vez no concurso enviou ao território um grupo de técnicos que, durante cerca de uma semana, procedeu às montagens do espectáculo em conjunto com a equipa local. Esta noite, a “Luso Pirotecnia” apresenta junto à Torre de Macau o espectáculo “Water & Fire Symphony”, que foi desenhado por Vítor Machado e inclui uma banda sonora variada, em que se destacam temas como “Reflections of Earth” de Gavin Greenaway, “It’s all so quiet” de Bjork e “In Paradisum: Requiem Dies Irae” de Karl Jenkins.

O grupo promete apresentar “momentos de grande intensidade e ritmo”, acompanhados por cores novas, como o pêssego, o limão, o turquesa e o prata arestas, sendo este último particularmente apreciado pelos clientes da “Luso Pirotecnia”.

Os produtos pirotécnicos seleccionados pelo “designer” para este espectáculo são “representativos da prestigiada tradição pirotécnica portuguesa, ou não fossem algumas das fábricas do grupo centenárias nesta arte”, adiantou fonte da empresa ao JTM, acrescentando que serão utilizadas, entre outras, as balonas de tremidas, de relâmpagos, de cores de fugir e de cores de chuva, que chegaram a Macau directamente das fábricas do grupo.

Uma hora depois da actuação portuguesa, exibe-se a equipa filipina “Starmaker”.

Organizado pela Direcção dos Serviços de Turismo e patrocinado pela Wynn Macau, o festival prolonga-se até 1 de Outubro, apresentando empresas pirotécnicas da Grã-Bretanha, Coreia do Sul, Austrália, Taiwan, Portugal, Filipinas, Estados Unidos, Japão, França e China.

Os americanos da “Illumination Internationale” e os japoneses da “Marutamaya Ogatsu Fireworks” preenchem o programa da próxima jornada, a 29 de Setembro, enquanto o último dia do concurso, a 1 de Outubro, que assinala o Dia Nacional da República Popular da China, será a vez dos franceses da “Artifices JCO” e dos chineses da “Hunan Xintiancheng Fireworks Manufacturing”.

A organização atribui a cada empresa participante um subsídio de 17.500 dólares. O primeiro classificado do concurso receberá ainda um prémio de 6.000 dólares, o segundo de 3.200 dólares e o terceiro classificado de 1.800 dólares.


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd