000primeira
020opiniao
030local
050desporto
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°2587 (Nova Série), Ter¬a-Feira, 25 de Setembro de 2007
CONGRESSO INTERNACIONAL CONTA COM MAIS DE 600 PARTICIPANTES
Académicos abordam importância de Macau
nas relações entre a Ásia e a América Latina

Mais de 600 académicos de todo o mundo discutem a partir de hoje em Macau e ao longo de quatro dias o papel do território como plataforma da cooperação entre a Ásia-Pacífico e a América Latina no século XXI

Organizado pela Associação de Macau para a Promoção do Intercâmbio entre a Ásia Pacífico e a América Latina, o congresso inclui dez painéis dedicados a temas diversos como a economia e a tecnologia, história, desenvolvimento social e humano, lei e justiça, relações internacionais, cultura e literatura, além de uma sessão sobre Macau, e conta com a participação de, pelo menos, dez académicos portugueses.

Luis Tomé, da Universidade Autónoma de Lisboa, Jorge de La Barre, da Universidade Nova de Lisboa, Manuel Rodrigues, da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, António Silva Costa, da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, Jean Martin Rabot, Carlos Veloso Veiga e Ivo Domingues, todos da Universidade do Minho, e ainda Maria Teresa Seabra e José Pinheiro Neves, estão inscritos como participantes no encontro que tem lugar pela primeira vez em Macau.

O congresso, que vai decorrer no Centro de Convenções do “The Venetian” conta ainda com a participação de académicos da América Latina,  América Central e América do Norte, Ásia, Oceânia e Europa.

A organização do evento em Macau visa difundir a importância do território como plataforma de ligação entre a Ásia e a América Latina, um papel que “Macau sempre desempenhou pois sempre foi conhecido como o ponto de encontro entre o Ocidente e o Oriente”, disse, em declarações anteriores à agência Lusa, fonte da organização.

Presidida por Gary Ngai, a Associação de Macau para a promoção do Intercâmbio entre a Ásia-Pacífico e a América Latina foi criada em Abril de 2005, visa promover Macau como ponte de ligação entre a China, a Ásia-Pacífico e a América Latina através de diversas acções como seminários, estudos e intercâmbio económico, cultural e turístico.

A abertura do seminário conta com a participação do Chefe do Executivo da RAEM, Edmund Ho.


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd