000primeira
020opiniao
030local
050desporto
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°2574 (Nova Série), Quarta-Feira, 12 de Setembro de 2007
NOTICIOU ONTEM A RÁDIO MACAU
H. Nolasco e Susana Chou ligados
por participação indirecta

Apesar de não ter qualquer cargo na H. Nolasco & Cia, a presidente da Assembleia Legislativa, Susana Chou, estará ligada àquele grupo através de uma empresa de Hong Kong

A presidente da Assembleia Legislativa (AL), Susana Chou, terá uma participação indirecta no grupo empresarial H. Nolasco & Cia. Segundo noticiou ontem a Rádio Macau, a deputada está ligada à empresa Novel Enterprises, de Hong Kong, dona da H. Nolasco & Cia.

A Novel Entreprises, empresa familiar de Susana Chou, da qual é vice-presidente (segundo o seu currículo actualizado no “site” da AL), terá adquirido a H. Nolasco & Cia em 1983, de acordo com dados disponíveis na página electrónica do grupo de Macau.

Segundo garantiu na segunda-feira a H. Nolasco & Cia ao JTM, a presidente da AL já não estaria ligada ao grupo. De acordo com fonte oficial da empresa, Chou demitiu-se do cargo de presidente há mais de um ano - de acordo com a Rádio Macau, no primeiro semestre de 2006. A mesma fonte do grupo acrescentou que, actualmente, Susana Chou não possuía qualquer posição ou participação na H. Nolasco & Cia.

Contactada pela TDM, a secretária de Chou na AL acrescentou que a presidente do hemiciclo já não detém qualquer cargo em empresas da RAEM, incluindo a H. Nolasco & Cia. Susana Chou está de férias.

Fontes oficiais citadas pela Lusa confirmaram que, durante a investigação ao caso que envolve  o ex-governante, Ao Man Long, foram feitas buscas aos escritórios da H. Nolasco & Cia.

DÚVIDAS. A polémica estalou após o “Hoje Macau” ter atribuído a liderança do grupo à presidente da AL, baseando-se em dados da página electrónica do hemiciclo, já retirados. A informação estava relacionada com a pronúncia de Frederico Nolasco da Silva, administrador da H. Nolasco & Cia, no caso de corrupção e branqueamento de capitais que gira em torno de Ao.

A dúvida surge quanto ao nível de envolvimento de Frederico Nolasco no caso: se os crimes que lhe são imputados foram protagonizados a título individual ou enquanto dirigente do grupo. Se tal ocorreu no último caso, qual o conhecimento que Chou teria, como presidente da H. Nolasco e Cia? Isto porque os factos em causa estendem-se até ao ano passado, podendo coincidir com a presidência da deputada.

Frederico Nolasco é acusado pela prática, em autoria e na forma consumada, de três crimes de corrupção activa. Soma-se a prática, em co-autoria e na forma consumada, de dois crimes de branqueamento de capitais - um anterior e outro posterior a Abril de 2006.

E.G.


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd