000primeira
020opiniao
030local
050desporto
070actual
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°2539 (Nova Série), Segunda-Feira, 6 de Agosto de 2007
h á 2 0 a n o s

A QUEM INCOMODA UM AEROPORTO EM MACAU?

Apesar de não se poder ainda falar de “luz verde” oficial das autoridades de Pequim no que respeita à construção de um aeroporto em Macau, a verdade é que todos os contactos nesse sentido têm tido resultados favoráveis, não parecendo que seja do lado chinês que se venha registar oposição. O mesmo se passará, aliás, ao nível regional, já que em Zhuhai também se terá entendido já que, vista a evolução política dentro de 12 anos, há muito mais vantagens do que desvantagens em que o aeroporto da região seja construído e administrado em Macau. A quem incomodaria, portanto o aeroporto? À primeira vista só Hong Kong teria alguma coisa a perder, já que várias companhias sem acesso ao Território britânico poderiam encontrar-se em Macau a porta que há muito buscam para chegar a esta região, com especial interesse para a “Dragonair”, que continua emparedada em Hong Kong e passaria a ter uma possibilidade de se expandir. Não se pode considerar também irrelevante o movimento de e para Macau que é canalizado por Hong Kong tanto no que respeita a passageiros, como também ao nível da carga. Sendo efectivamente uma pequena percentagem no conjunto de Hong Kong, não deixa de ser uma fatia. Uma fatia que, aliás, conta para muitos índices, como seja os das importações, do turismo e outros. É natural, portanto, que Hong Kong não veja com bons olhos o projecto da construção de um aeroporto em Macau, projecto que não terá levado nunca muito a sério, mas que agora começa a encarar não só como possível, mas até como provável.

CÓDIGO DO REGISTO CIVIL DE MACAU

O Gabinete para os Assuntos de Justiça, acaba de editar um volume em que são reunidas todas as disposições legais referentes ao Código do Registo Civil em vigor em Macau.
Composto e impresso na Imprensa Oficial de Macau, o livro agora traduzido a público reúne em seis partes, as disposições gerais do Código do Registo Civil, os artigos referentes aos actos de registo, as disposições referentes à prova dos factos sujeitos a registos, os processos privativos, do Registo Civil, os artigos que dizem respeito à impugnação das decisões do Conservador e disposições diversas acerca dos procedimentos do Registo Civil.

In “Jornal de Macau” e “Tribuna de Macau”  6.8.1987


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd