000primeira
020opiniao
030local
050desporto
081jete
090cambios
091tempo
092ultima


 



 
  N°2449 (Nova Série), Ter¬a-Feira, 8 de Maio de 2007
Uma exposição para juntar
as comunidades

A vontade de estreitar a ligação entre as comunidades residentes no território serviu de mote ao concurso “Ano do Porco 2007”, uma iniciativa lançada pelo JTM no ano em que comemora um quarto de século de actividade e que a Secretária para a Administração e Justiça considerou ontem como “muito positiva”

O carácter internacional das fotografias da exposição “Ano do Porco 2007” foi destacado pela Secretária para a Administração e Justiça, Florinda Chan, que presidiu à cerimónia de inauguração da mostra promovida pelo JTM, em representação do Chefe do Executivo, Edmund Ho.

“As fotografias que estão aqui expostas reflectem, em primeiro lugar, a alegria e as cores do Ano Novo Chinês, e mostram pessoas provenientes de vários territórios, Macau, Indonésia, Portugal, China. São internacionais”, frisou a governante à margem do evento que teve lugar na Galeria de Exposições do “Centro de Negócios de Turismo”, no Largo do Senado.

Para Florinda Chan, o concurso representa “uma iniciativa muito positiva”, que junta as comunidades portuguesa e chinesa. “O JTM é um jornal de língua portuguesa, mas que também está imerso na comunidade chinesa”, sustentou.

“A união dos dois povos é muito saudável e demonstra alegria”, disse a mesma responsável, acrescentando que “a boa relação entre diferentes comunidades é positiva para Macau e para todo o mundo”. 

Abraçar os residentes de origem chinesa foi, desde sempre, o objectivo do concurso de fotografia, segundo afirmou o director do JTM, José Rocha Dinis. “Este concurso foi pensado para juntar as duas comunidades, assinalando, ao mesmo tempo, a grande festa do povo chinês, que é o Ano Novo Lunar”, salientou.

INICIATIVA PARA CONTINUAR. O concurso foi tão bem recebido por ambas as comunidades, particularmente a chinesa, que José Rocha Dinis cumprimentava os convidados sempre com uma frase na ponta da língua - “Este concurso é para continuar”.

Várias personalidades de diversos sectores da sociedade do território associaram-se à cerimónia da abertura oficial da exposição. Além de participarem no tradicional corte da fita comemorativa, Florinda Chan, o cônsul-geral de Portugal na RAEM, Pedro Moitinho de Almeida, e o director-geral do Departamento de Estudos Políticos do Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China, Wang Wei, entregaram os troféus e prémios pecuniários referentes aos três primeiros lugares.

No evento, participaram ainda o presidente da Assembleia Geral da Sociedade Tribuna de Macau, Jorge Neto Valente, o vice-presidente do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, Raymond Tam, o director dos Serviços de Turismo, Costa Antunes, e o director-geral do BNU, Herculano de Sousa.

Durante a cerimónia, foram ainda atribuídas quatro menções honrosas e oito prémios de consolação. A primeira edição desta iniciativa contou com a participação de quase 40 concorrentes que enviaram mais de 300 trabalhos. Todavia, o júri seleccionaria apenas 190 trabalhos, porque os restantes não estavam de acordo com o regulamento do concurso.

A exposição estará patente nas instalações da DST durante mais duas semanas. Posteriormente, os trabalhos serão integrados num “slide-show”, acessível ao público na página da internet do JTM (www.jtm.com.mo).

O concurso “Ano do Porco 2007 insere-se no âmbito das comemorações do 25º aniversário de publicação do JTM que, recorde-se, resultou da fusão do semanário “Tribuna de Macau” e do vespertino “Jornal de Macau”. Esta iniciativa é uma das actividades previstas nas celebrações que culminarão a 1 de Novembro do corrente ano, com o apagar das velas.

A.L.


 [Alto] [Anterior] [Voltar] [Próximo]




HOME  .  E-MAIL  .  FICHA TÉCNICA  .  EDIÇÕES ANTERIORES  .  PUBLICIDADE  .  PRIMEIRA

Copyright (c) Jornal Tribuna de Macau, All rights reserved
Design and maintainence by Directel Macau Ltd