Sábado, 9 de Dezembro

VISITA A CANTÃO ORGANIZADA PELA APIM COMEÇOU ONTEM

Boa disposição macaense contra o cansaço

O primeiro dia da visita à província de Guangdong levou um grupo da Associação Promotora da Instrução dos Macaenses  à Casa Museu de Sun Yat Sen. O passeio foi longo, mas sempre acompanhado de boa disposição

PEDRO MANUEL RIBEIRO
Em Cantão

Eram 8:30 quando um grupo da Associação Promotora da Instrução dos Macaenses (APIM) partiu ontem de Macau em direcção a Cantão. O objectivo é efectuar uma viagem, ao longo de três dias, pelo percurso histórico e cultural de Sun Yat Sen, o patriarca da China Moderna.

A primeira paragem foi a Casa Museu de Sun Yat Sen, onde foi possível visitar o local onde nasceu e viveu o homem que terminou com o regime monárquico na China, em 1911. O almoço teve lugar no restaurante “Batalha”, e todos recarregaram forças para o passeio no Monte de Lótus, em Pan Yu.

No caminho para Pan Yu, foram muitos os que optaram por descansar no autocarro. Chegados ao local, ninguém quis perder a oportunidade de ficar com uma recordação de grupo. “Juntem-se todos para uma foto!”, iam exclamando os vários excursionistas que procuravam a melhor forma de incluir cerca de 90 pessoas numa única imagem.

O Monte de Lótus impressionou o grupo, enquanto alguns trocavam recordações de anteriores visitas. “Isto foi tudo restaurado, ficou bom”, repetiam entre conversas sobre como a província tem mudado e crescido nos últimos anos.

À chegada ao hotel em Cantão, ninguém parecia cansado depois de um dia de caminhada. Todos quiseram apressar a saída para o restaurante onde iriam jantar, uma oportunidade para passear a pé pelas ruas de Cantão.

A visita da APIM continuará hoje, com uma passagem pelo Templo da Família Chen e um passeio pelas zonas pedonais da Rua Shang Xia Jiu. Após o almoço, o grupo fará uma visita ao Parque Yue Xiu e um novo passeio, desta vez pela Rua Peking.